Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10405/31757
Author(s): Secção Conferências Gerais, 1842-1911
Title: Actas das Conferências Gerais da Academia
Issue Date: 1842-1911
Abstract: Actas das Conferências Gerais da Academia, referindo esencialmente: a avaliação dos trabalhos dos exames finais anuais dos alunos dos vários cursos, e classificação atribuída; a atribuição do prémio anual pecuniário aos alunos concorrentes; a atribuição dos prémios trienais em Pintura, Arquitectura e Escultura, ou outros prémios instituídos por particulares; a distribuição dos prémios aos alunos; a apreciação dos concorrentes ao lugar de pensionista do Estado no estrangeiro; a avaliação dos concorrentes aos lugares de professor ou outros (de acordo com programa elaborado em Conferência Ordinária) e ainda a apreciação de propostas para nomeação de Académicos; a discussão de propostas de organização da Academia, apresentadas pelos seus membros. Em 1907, reuniram para eleição de representantes ao Conselho Superior de Instrução Pública
A partir de 1911, os livros passam a registar as actas do Conselho Escolar da Escola de Belas Artes, reunido “em Conferência Geral”. Ver descrição completa da série em EBAP/A/02
Description: Nível: Série
Provenance: História administrativa - De acordo com os estatutos de 1836, as Conferências Gerais reuniam uma vez por ano, sendo convocados os membros das Conferências Ordinárias e os Académicos Honorários (indivíduos escolhidos por se distinguirem na literatura ou Belas Artes) e de Mérito (artistas que se quisessem agregar e oferecer obras suas). Tinham por função admitir os Académicos, avaliar os alunos concorrentes aos prémios (competindo-lhes a distribuição dos temas das provas e o seu julgamento) e os concorrentes à docência e propor os pensionistas do Estado (art. 57º, 65º-68º, 78º-80º). Cabia-lhes também julgar os concorrentes a outros lugares da Academia, examinar trabalhos de alunos assistentes que pretendiam matricular-se (art. 45º) e ainda fazer a avaliação final anual dos alunos dos vários cursos da Academia. A reforma de 1881 tentou reforçar a separação entre Academia e Escola. As Conferências Gerais passariam a ser reuniões de Académicos, presididas pelo Inspector, destinadas a propor novos académicos ou tratar de assuntos respeitantes aos fins da instituição (art. 116º). A reforma, no entanto, não chegou a ser implementada neste ponto e as reuniões em Conferência Geral mantiveram-se até 1911, com a mesma composição e as mesmas competências. Nessa altura, de acordo com o decreto de 26 Maio, foi instituído na Escola de Belas Artes do Porto um Conselho Escolar. Este orgão continuou a realizar reuniões no final do ano lectivo, com o objectivo de fazer a avaliação final dos alunos e dos concorrentes aos prémios, a para decidir da admissão de funcionários. Continua, portanto, as Confer~encias Gerais da Academia, matendo-se inclusivamente os mesmo livros de actas, e mantendo a designação de Confereências Gerais para essas reuniões
Subject: Academia Portuense de Belas Artes--Conferências Gerais
Conferências Gerais--[Acta]
Identifier: PT/APBA/C/01
Call Number: 114-116
Related Information: Actas das Conferências Gerais da Escola de Belas Artes do Porto
Document Type: Acta
Rights: Acesso livre. Contém marca d'água
Appears in Collections:BDArq - Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cota_114_copiapublica.pdfcópia pública171.4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.