Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10405/2060
Author(s): Haussard, Jean, 1696-1749, grav.
Contributor(s): Verdier, François, 1651-1730, del.
Title: Le Printems
Alternative title: Flore Déesse des fleurs, accompagnée de Zephyr fait icy le principal ornement de cette agréable saison. Les Nymphes de sa suite et duries amours, s'empressent à luy venir présenter des guirlandes et des corbeilles remplies de fleurs différentes. Le Taureau et les freres Geméaux Castor et le Printems. Pollux marquent les signes du zodiaque que le soleil parcourt dans cette saison, dont le renovuellement et la gayeté est exprimée par des cygnes, et plusieurs enfants qui dansent e d'autres qui se jouént avec des armes pour figurer le retour des campagnes de Mars
Publisher: Paris: chez Daumont
Issue Date: [17-?]
Description: Avec privilege du Roy.
Carimbo da Academia Portuense de Belas Artes nº 92.
François-Alexandre Verdier (1651-1730) é um pintor, desenhista e gravador francês que foi aluno e assistente de Charles Le Brun (1619-1690). Obteve o 1º prémio de desenho na Academia Real de Pintura e Escultura em 1668. Foi recebido na Academia em 1678, e foi professor em 1684. Entre 1668-1671 permaneceu em Roma, na Villa Medici
Provenance: Na mitologia romana, Flora é uma ninfa das Ilhas Afortunadas, esposa de Zéfiro (deus do vento e mensageiro da primavera) e deusa das flores. Na Grécia, é chamada de Clóris. Num dia de Primavera em que Flora errava pelos campos, o deus do vento, Zéfiro, viu-a, apaixonou-se por ela e raptou-a. Desposou-a, em seguida, e concedeu a Flora, como recompensa e por amor, o reinar sobre as flores, não só sobre os jardins como, também, sobre as flores dos campos cultivados. É Flora quem está na origem do nascimento de Marte (deus da guerra). Juno (esposa de Júpiter e rainha dos deuses), irritada com o nascimento de Minerva (deusa da sabedoria), saída espontâneamente da cabeça de Júpiter, quis conceber um filho sem o auxílio de um elemento masculino. Dirigiu-se a Flora, que lhe deu uma flor cujo simples contacto era suficiente para fecundar uma mulher. Foi assim que Juno, sem se unir a Júpiter, deu à luz o deus cujo nome é o do primeiro mês da Primavera
Subject: Simbolo--Estação do ano--França--Séc. 18
Símbolo--Estação do ano
Estação do ano--Primavera
Mitologia clássica--Ninfas
Ninfas--Flora(deusa das flores)
Document Type: Gravura
Rights: Contém marca de água
Appears in Collections:BDAmus - Gravuras e Estampas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Le Printems.JPG753.35 kBJPEGThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.